Reinvente a sua Empresa

06/04/2020

 

 

Era uma vez um porco foi reclamar com a vaca porque ninguém lhe dava valor. Todos o desprezavam. – Pode ver dona vaca, ninguém dá bola para mim. Dou tudo o que tenho às pessoas. Minha carne, meus ossos, e no café da manhã tem o bacon para alimentá-los. Disse o porco, acrescentando ainda: - Já a senhora todo mundo admira.

 

A vaca então lhe respondeu: - Talvez seja porque eu dôo um pouco de mim todos os dias, enquanto estou viva, e você só tem utilidade depois de morto.

 

Tem empresas que são admiradas porque dão lucro (leite) todos os meses e pagam as contas em dia. Têm outras que ninguém dá valor, falam mal, discriminam, dizem que não vale nada, e os credores estão ansiosos por vê-las mortas e pegar todos os pedaços que sobrarem.

 

O seu negócio deve dar lucros, pois, não existe outra saída para continuar no mercado. Pare de somente pensar em aumentar as vendas e comece empenhar-se para tornar seu empreendimento rentável. Nem que para isso tenha de, se necessário, reinventar o negócio.

Se você é competente na gestão e a fórmula total das receitas menos os custos não sobra nada, a única saída é mudar o modelo de lucratividade. Ou vendê-lo.

 

Um mesmo problema, às vezes, necessita de várias soluções, e não somente uma. Muitas mudanças deverão fazer parte do mix para reinventar sua empresa, talvez mudar de ramo, produzir a própria matéria-prima, vender o imobilizado. Somente não podemos confundir fazer ajustes de gestão com fórmulas mágicas.

 

O maior inimigo das soluções é o medo. Às vezes é necessário chacoalhar a empresa, pois estão inchadas, corpulentas e com operações no vermelho. Então, é preciso coragem para reverter rapidamente um resultado negativo e dar a volta por cima, reduzindo brutalmente a estrutura de custos, por isso, somente os heróis conseguem.

 

Evite a indecisão. Essa depois, do medo, é um atraso na vida dos empresários. Sabemos ser difícil achar a solução ideal para um grande problema, mas se achou, então siga em frente, sem titubear.Estimule os funcionários comprometidos, que querem colaborar com as mudanças, eles merecem o reconhecimento. Trate pessoas diferentes, de forma diferente. Pague mais para quem rende mais. O que eles recebem é bem menos do que põem no bolso de sua empresa.

 

Se for preciso peça ajuda de um especialista. Tenho, na minha profissão de consultor de finanças e organizacional, visto muitos casos que se resolvem em três ou quatro meses, apenas porque o proprietário deixou o orgulho de lado.

A ajuda é fundamental para reverter prejuízos.

 

Alguns pensam ser sinal de fraqueza contratar um especialista, mas pelo contrário, somente os corajosos vão em frente e como bons investidores querem o retorno do dinheiro colocado em seus negócios. Querem resultados e sobreviver com dignidade. No final a empresa estará bem melhor e gerando mais empregos com melhores salários. Pense nisso, mas pense agora!

 

Saulo Gouveia é consultor financeiro e organizacional e atua oferecendo novos significados para viver as virtudes em abundância. Articulista de A Gazeta, escreve neste espaço aos domingos. saulogouveia@seubolso.com.br ou www.seubolso.com.br.

Compartilhar
Retweet
Please reload

65 3624-3060

  • 001-instagram
  • 002-twitter-logo-button
  • 003-facebook-logo-button
Please reload

Arquivo

Ouvindo a Voz da Empresa 5/5

04/12/2017

1/5
Please reload

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Posts Recentes