Hábitos Conscientes

18/08/2017

Rafael amava a Deus e tinha fé inabalável. Um dia, durante uma viajem de volta ao lar, sobrevoando o mar, um dos motores falhou e o piloto fez um pouso forçado no oceano. Confiante e otimista agarrou-se a alguma coisa que o manteve sobre a água e ficou boiando a deriva até chegar numa ilha inabitada.

 

 

Agradeceu a Deus por tê-lo livrado da morte. Alimentou-se de peixes e ervas, e com muito esforço construiu um abrigo de madeira e folhas. Agradeceu também a Deus por poder dormir e se proteger dos animais selvagens.

 

Alguns dias depois, voltando da pesca, teve uma grande decepção ao encontrar o abrigo todo incendiado. Chorando aos prantos, pela primeira vez questionou a Deus. “Como o senhor deixou isso acontecer comigo? Depois de tudo que aconteceu agora me tira o que me restava. O Senhor não tem compaixão de mim?

 

- Vamos, rapaz! Ouviu ao sentir uma mão em seu ombro. Virou-se e viu surpreso, um marinheiro. – Mas como é possível? Como souberam que eu estava aqui? – Ora amigo, vimos os seus sinais de fumaça pedindo socorro. Assim Rafael voltou em segurança para as pessoas que amava.

 

Não basta apenas confiar, temos de fazer a nossa parte. Não basta também somente fazer a nossa parte, é preciso convicção.

 

Então vamos praticar. O que você mais pratica é o que você é.

 

Se você reagir com crítica e maledicência toda vez que as circunstâncias não lhe favorecer, perderá a oportunidade do aprendizado e será uma pessoa frustrada, cheia de rancor e mágoas.

 

Mas se você agir com paciência e perseverança terá oportunizado uma ampliação do conhecimento e de novos paradigmas. Vivenciará a paz e a harmonia interior.

 

Vale, então, a pena ser consciente de seus hábitos e de como você se comporta mediante as agruras e facilidades que a vida lhe traz. O que pensa o tempo todo reflete o que você almeja? Você coloca foco nas alegrias ou nas dificuldades? Seus hábitos correspondem aos seus desejos mais profundos?

 

O ser humano em um só dia tem mais de cinquenta mil pensamentos e raciocínios. Sendo a maioria deles angustiantes. Como tem dificuldades de pensar somente coisas boas, infelizmente atrai o mal por mal pensar.

 

É a prática de fixar os desejos da vida, tanto próprios como dos outros. Carregando lixo mental, torna-se um “gari” ambulante. Talvez seja a hora de você responder as seguintes perguntas: “Será que é importante gastar mais tempo comigo?” e “Preciso de mais tempo para meditar?

 

O sucesso não é um porto, mas uma longa viagem com seus próprios desafios. Apesar das vitórias, é nos aparentes fracassos que retiramos as lições sublimes para avançar. Vencer é superar os desafios do caminho. Pense nisso, mas pense agora!

 

 

Saulo Gouveia é consultor financeiro e organizacional, e atua oferecendo novos significados para viver as virtudes em abundância. Articulista de A Gazeta, escreve neste espaço aos domingos. www.seubolso.net

 

Compartilhar
Retweet
Please reload

65 3624-3060

  • 001-instagram
  • 002-twitter-logo-button
  • 003-facebook-logo-button
Please reload

Arquivo

Ouvindo a Voz da Empresa 5/5

04/12/2017

1/5
Please reload

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Posts Recentes