O Valor do Tempo

04/09/2017

Em certa aldeia no interior da China, um jovem vivia sem dar importância nenhuma ao tempo. Sempre deixava tudo para depois, julgava-se dono do tempo e que poderia abusar dele o quanto quisesse, não assumindo objetivos e nada com responsabilidade. Se assumisse algo dava sempre um jeito de “conspirar” contra, atrasava e não se importava com os outros ficarem esperando.

 

 

 

Certo dia ele encontrou um velho sábio que dizia ser uma pessoa feliz, pois soube aproveitar muito bem o seu tempo e mesmo no final de sua vida o que ele mais fazia era valorizar o pouco tempo que ainda lhe restava.

 

Curioso o jovem perguntou: - Senhor, por que você valoriza tanto o tempo? E poderia me dizer qual é o valor dele?

 

O sábio, percebendo o interesse do jovem, respondeu: - Para melhor entendimento do valor do tempo, vamos transformá-lo em dinheiro. Imagine que você tenha uma conta corrente e, a cada manhã, você acorde com um saldo de 86.400 moedas. Só que não é permitido transferir o saldo do dia para o dia seguinte. Todas as noites o seu saldo é zerado, mesmo que você não tenha conseguido gastá-lo durante o dia. O que você faz?

 

- Eu ia gastar cada centavo, é claro! Respondeu convicto o jovem.

 

- Sim, iríamos gastar cada centavo. Pois bem, todos nós somos cliente desse banco do tempo. Todas as manhãs são creditados em nossa conta 86.400 segundos. Todas às noites o saldo zerado, se tiver sobras é debitado na conta de perdas. O que não foi usado se evapora, não adianta chorar porque não há volta.

 

Você precisa gastar, vivendo no presente o seu saldo de tempo diário. Invista, então meu caro jovem, no que for melhor: Na saúde física e mental. Para isto é preciso dedicar a convivência saudável com amigos e familiares, na leitura de conteúdo nobre, no trabalho dignificante e na religiosidade. O relógio está correndo.

 

Faça o melhor para o seu dia-a-dia. Para perceber o valor de um ano, pergunte a um estudante que repetiu o ano. Para perceber o valor de um mês, pergunte a uma mãe que teve o seu bebê prematuramente. Para perceber o valor de uma semana, pergunte a um editor de um jornal semanal. Para perceber o valor de uma hora, pergunte aos amantes que estão esperando para se encontrar. Para perceber o valor de um minuto, pergunte a uma pessoa que perdeu o avião. Para perceber o valor de um segundo, pergunte a uma pessoa que conseguiu evitar um acidente. Para perceber o valor de um milissegundo, pergunte a alguém que recebeu a medalha de prata em uma Olimpíada.

 

Valorize cada momento que você tem! O universo opera através de forças dinâmicas onde dar e receber são diferentes aspectos do amor. Amplie-o com alguém especial para gastar o seu tempo junto com você. Pois, o tempo não espera por ninguém. O ontem é história, é memória. O amanhã é um mistério. O hoje é uma DÁDIVA divina, por isto mesmo é chamado PRESENTE. Pense nisso, mas pense agora!

 

Adaptação de parábola de domínio público.

 

 

Saulo Gouveia é consultor financeiro e organizacional, e atua oferecendo novos significados para viver as virtudes em abundância. Articulista de A Gazeta, escreve neste espaço aos domingos. www.seubolso.net

Compartilhar
Retweet
Please reload

65 3624-3060

  • 001-instagram
  • 002-twitter-logo-button
  • 003-facebook-logo-button
Please reload

Arquivo

Ouvindo a Voz da Empresa 5/5

04/12/2017

1/5
Please reload

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Posts Recentes