Comunicação eficaz

02/10/2017

O que as pessoas pensam que você sabe é tão importante quanto o que você realmente sabe. De que adianta ter competência sem apresentá-la nas relações? Qual o proveito de suas virtudes se as pessoas não sabem que elas existem? Essas indagações aprofundam a percepção do valor da conversação habilidosa nas relações, afinal é pelo que os outros vêem e sentem que você será reconhecido.

 

 

Lembro-me da história contada por Margarida: “Mamãe queria que já fosse dormir e respondi agressivamente, pois o joguinho estava interessante, e eu não tinha sono. Papai percebeu e não era a primeira vez que eu tratava mal uma pessoa, então esperou eu terminar o jogo para me chamar e mostrou o meu irmão, de dois anos, brincando com uma casinha que tinha quatro portas e quatro chaves.

 

Disse-me papai: - Margarida observe o seu irmãozinho frustrado quando a chave não se encaixa na fechadura, e, no entanto, já quando consegui abrir a porta, fica feliz com o sucesso! O relacionamento com as pessoas é semelhante: quando falamos, nossas palavras são acompanhadas com o sentimento que está dentro de nós. São carregadas da energia das nossas emoções.

 

Se formos ásperos e rudes com as pessoas, elas se fecham, se distanciam de nós e, às vezes, podem até sentir revolta e tristeza. Abre-se uma barreira, uma porta se fecha contra. Porém, quando somos gentis, colocando cordialidade, alegria e afabilidade em nossas palavras, as pessoas se sentem bem e se aproximam. Uma porta se abre para um relacionamento harmonioso.

 

Hoje em dia a tecnologia nos permite veículos de comunicação os mais diversos e eficientes. Temos as possibilidades de utilizar e-mails, mensagens instantâneas, o telefone e pessoalmente. A questão é qual deles usar em qual ocasião para a mensagem ser eficaz e alcançar o objetivo desejado.

 

Preparei algumas dicas para o caro leitor comunicar-se bem. Os e-mails devem ser usados preferencialmente para informações e ou soluções que não precisam ser respondidas rapidamente; aquelas que permitem tempo ao receptor para pensar e analisar antes de responder. Também possibilitam pesquisas ou contatar terceiros; servem para documentar ações acordadas e, além disso, para elogiar. Também o receptor poderá apenas tomar conhecimento de situações, mas, sem necessidade de responder.

 

Procure reler com atenção e revisar a linguagem, pontuação e o layout antes de enviar. Evite responder “ok” para todos da lista ou mandar e-mail para muitas pessoas quando o assunto é sem importância; evite também criticar por e-mail e por fim, evite usar o telefone quando se deve usar e-mail.

 

As mensagens instantâneas devem ser usadas preferencialmente para marcar compromissos imediatos; solicitar ou comunicar informações de necessidade imediata e também para elogiar.

Os telefonemas devem ser usados preferencialmente para assuntos que merecem um diálogo mais profundo onde a decisão depende de mais respostas que as já levantadas; use para convencer de algo, “vender” idéias e também para elogiar. Evite criticas ao telefone. Evite também usar e-mail quando se deve usar o telefone.

 

Os contatos pessoais devem ser usados preferencialmente para assuntos delicados, confidenciais; para sessões de melhorias, críticas construtivas e elogiar.

 

O mérito gera confiança, confiança gera entusiasmo e o entusiasmo lhe permite as conquistas. Faça sua mensagem estimular as pessoas fazerem o que você quer por gostarem e perceberem que também ganharão fazendo. Muitas portas se abrirão com a chave dos bons sentimentos. Pense nisso, mas pense agora!

 

 

Saulo Gouveia é consultor financeiro e organizacional, e atua oferecendo novos significados para viver as virtudes em abundância. Articulista de A Gazeta, escreve neste espaço aos domingos. www.seubolso.net

 

Compartilhar
Retweet
Please reload

65 3624-3060

  • 001-instagram
  • 002-twitter-logo-button
  • 003-facebook-logo-button
Please reload

Arquivo

Ouvindo a Voz da Empresa 5/5

04/12/2017

1/5
Please reload

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Posts Recentes