Então é Natal

25/12/2017

 

O Natal é uma época do ano em que se intensifica a fraternidade entre as pessoas, ampliam-se as reflexões sobre a vida e se oportuniza a vontade de sermos mais acolhedores. Também é a época de seguir os ensinamentos do aniversariante, sua mensagem de amor e humildade.

Não precisamos buscar exemplos em outras pessoas, se já temos os de Jesus, para ser seguido, modelado. Nunca Ele se contaminou com as mazelas humanas, os vícios e os preconceitos. Pacífico, esclareceu a todos, desde os mais doutos aos mais simples da terra, sem permitir-se contagiar pela hipocrisia.

 

Para os orgulhosos exemplificou lavando os pés dos discípulos, mostrando na simplicidade o valor da humildade e a grandeza das ações solidárias. Apresentou-nos que a nossa fragilidade perante a grandeza do universo não nos torna impotentes perante a pureza de propósitos.

 

Ele viveu no mundo, sem ser escravo das coisas do mundo. Amparou, cuidou, esclareceu e amou sem exigir ser amado. Ampliou a visão da vida futura, da esperança em dias saudáveis e apresentou-nos um Pai amoroso, quando todos acreditavam em um Deus vingativo e cruel.

Apresentou-nos a essência das Leis Divinas para nosso caminho evolutivo em busca da felicidade. Ensinou-nos que, para crescer, é necessário o autoamor, o trabalho, a justiça e a caridade.

 

Pois bem, chegamos ao natal um pouco exaustos da luta do dia a dia. Foram, para alguns, tantas as CONTAS, DESPESAS, EMPRÉSTIMOS E AS GASTANÇAS SEM DISCIPLINA. Fizemos escolhas saudáveis, mas permeadas daquelas outras infelizes que desgastam-nos a saúde física e mental.

 

E agora querem compensar com os festejos, folguedos, bebidas, para ver se assim serão consolados. Até coragem tem para endividar por muitos meses afora com presentes caros e bufês portentosos para impressionar, mais do que para afagar.

 

Nas ruas, são muitas casas com enfeites brilhantes e reluzentes, mas em muitos delas, lá dentro os corações estão angustiados e ansiosos.

Em algum momento será necessário atender ao amoroso chamado Dele, ressignificar o passado de equívocos e marchar para a luz. O seu momento pode ser agora!

 

Permita-se despertar a consciência e o autodiscernimento neste Natal. Com sorrisos e trocas de presentes, mas presentes que duram a vida toda, que enlaçam os corações, iluminam as nossas mentes e corações. Permita-se as reconciliações, o perdão e autoperdão. Lembre-se de possibilitar que a mesa farta transborde para também àqueles próximos de nós que não tem o que comer.

 

Vamos convidar o aniversariante para, na noite de Natal, ouvir a música suave e a doce prece na intimidade de nosso lar acolhedor. Vamos receber a honrosa visita do Celeste Convidado no lar e também no coração. Assim, em 2018 todos os dias serão dias de Natal em nossos corações, cheios de atitudes no bem. Pense nisso, mas pense agora! 

 

Saulo Gouveia é consultor financeiro e organizacional, atuando para oferecer novos significados para viver as virtudes em abundância. Articulista de A Gazeta, escreve neste espaço aos domingos. saulogouveia@seubolso.com.br ou www.seubolso.com.br.

Compartilhar
Retweet
Please reload

65 3624-3060

  • 001-instagram
  • 002-twitter-logo-button
  • 003-facebook-logo-button
Please reload

Arquivo

Ouvindo a Voz da Empresa 5/5

04/12/2017

1/5
Please reload

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Posts Recentes