Devagar se vai ao longe

12/03/2018

 

O investidor iniciante nos busca sempre com muitas dúvidas. Um decidiu aplicar em ações, mas não sabe como começar, outro está com medo porque agora elas estão em alta, e podem baixar logo. Tem mais outro que deseja saber se todas as empresas da bolsa distribuem seus dividendos.

 

Para solucionar estas e outras questões e investir com inteligência é preciso seguir alguns princípios. E o primeiro deles é o LEMA. Você poderá adotar um que traduza seu maior interesse ao partir para aplicações, será ele o seu guia de todos os instantes e que norteará os seus pensamentos e sentimentos, evitando as dúvidas da emoção. O seu lema tem relação com suas crenças pessoais e com seu ideal de vida.

 

Um bom lema é: Educação, diversão e independência financeira. Em primeiro lugar, você vai querer aprender, irá estudar e conhecer tudo que falar sobre o assunto. Serão divertido cada leitura, cada momento dedicado, os instantes serão leves e agradáveis. E a independência financeira será o resultado dos dois primeiros, você conseguirá lucro e a liberdade, porque se educou e divertiu-se.

 

O próximo princípio a ser adotado é a TÁTICA, que será o seu guia para tomada de decisões quando for agir. Pode ser "Paciência, disciplina e planejamento". Agindo com paciência, saberá esperar o momento certo para sair ou entrar em uma aplicação. E os resultados serão maximizados se for disciplinado e metódico, planejando cuidadosamente o que fazer.

 

Decida qual o seu objetivo maior, se quer retorno a curto ou a longo prazo. Ações são ativos para investimentos em longo prazo e são imbatíveis. Talvez precise de orientação de um especialista para saber como fazê-lo. Mas pode ter certeza que a longo prazo, se ganha mais e corre menos riscos. Obtém ganho inclusive no imposto de renda, que é menor.

 

A seguir, escolha se quer retorno na valorização das ações ou na distribuição dos dividendos (lucros) das empresas. Todo ano elas distribuem 50% dos seus lucros, no mínimo 25% é depositado diretamente na sua conta corrente. Comprem ações pensando, principalmente, nos dividendos, assim o retorno sobre seu capital vai dobrar ao longo dos anos, mesmo que as ações não valorizem tanto.

 

Acredite, se você compra ações de uma empresa, é sócio dela. Então tem direito aos lucros que ela gerar. Por isso a lei de mercado de todo o mundo obriga a distribuição anual. Os maiores investidores do mundo em ações consideram em primeiro lugar os dividendos, se as ações caírem, até aproveitam para comprar mais. Outro fator importante é saber se a bolsa vai subir ou cair nos próximos dias e, como é muito difícil acertar, procure investir regularmente todos os meses. Faça-o em período de baixa e até mesmo em período de alta do mercado. É a estratégia de comprar ações por um preço médio, você comprará menos nos períodos de alta e mais nos de baixa.

 

Comprar sempre é uma boa tática e é um princípio básico para criar uma poupança de longo prazo. Porque aplicando uma quantia fixa todos os meses, o investidor diminui o efeito das oscilações da bolsa. Por fim, adote a prática de reinvestir todos os lucros e dividendos. Com essa técnica você irá fazer seu capital crescer em progressão geométrica, aproveitando os juros sobre juros, capitalizados mensalmente. O resultado é muito maior do que se deixasse apenas o capital original aplicado.

 

Pode acreditar que todo aquele que se dedica com afinco e faz isso se divertindo, certamente que em algum lugar no futuro será livre para realizar seus sonhos. Pense nisso, mas pense agora!

 

Saulo Gouveia é consultor financeiro e organizacional e atua oferecendo novos significados para viver as virtudes em abundância. Articulista de A Gazeta, escreve neste espaço aos domingos. saulogouveia@seubolso.com.br ou www.seubolso.com.br.

 

Compartilhar
Retweet
Please reload

65 3624-3060

  • 001-instagram
  • 002-twitter-logo-button
  • 003-facebook-logo-button
Please reload

Arquivo

Ouvindo a Voz da Empresa 5/5

04/12/2017

1/5
Please reload

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Posts Recentes