Economia ou Avareza?

29/04/2019

 

 

 

 

 

Era uma vez, Marcelo, um pai bem correto, pediu ao seu filho Alberto: - Alberto vai pegar o martelo na casa de José. – José não está, pai. - Pega o martelo na casa de João. – O João emprestou o martelo para o Rafael. - Então vai pegar o martelo com Rafael. - Rafael foi viajar. - Então pega o nosso martelo mesmo!

 

Grande capacidade de economizar tem o Marcelo. Será que é economia ou avareza? A confusão entre economia e avareza leva as pessoas a tornarem-se avarentos, confundindo acúmulo de dinheiro com condições de segurança.

 

A avareza está ligada a ganância, já a economia está intimamente ligada à previdência. Previdência é a capacidade de viver bem, sem os excessos. Se observarmos com atenção, somente o excesso traz dificuldades. Quantos poderiam viver bem, mesmo na escassez se tivessem sido previdentes.

 

Quantos poderiam ter levado uma vida regulada, saudável, sem abusos e sem ganância, tendo agora condições de lidar com momentos difíceis. Já atendi na consultoria muitos que abusam de todos os recursos que dispunham e agora põe a culpa em tudo, no governo, no salário, na empresa que trabalham, menos nos excessos e abusos.

 

Ser miserável é ser ganancioso, sempre movido pelo medo de perder algo, perder alguma oportunidade, é ter dificuldade de viver com o ganha – ganha com os outros, querendo sempre levar vantagens, pois acredita que perder algo seria um desastre.

 

Começar um caminho de previdência oferecerá as condições de paz na consciência pelo dever cumprido, segurança com o que a vida oferece e sintonia com as leis naturais que canalizam nossas forças para a prosperidade.

 

Ser precavido é oferecer ao Universo condições de nossa parte e de nossa energia para que o Universo devolva, num efeito bumerangue tudo aquilo que fizemos por merecer.

 

Inspira-nos Joanna de Ângelis, quando orienta para rebatermos “os pensamentos medrosos e doentios com os saudáveis, cortar a rede perniciosa das suspeitas injustificáveis com a tesoura da confiança na vida. É tormentoso viver armado contra tudo e todos, ver primeiro o lado negativo, detectar a imperfeição. Ninguém há, na Terra, sem defeitos, como não existe uma só pessoa que não possua também virtude, por pior que este indivíduo seja. Procura o lado bom de todos e te descobrirás bem, renovado e afável.” Pense nisso, mas pense agora!

 

Saulo Gouveia é consultor financeiro e organizacional e atua oferecendo novos significados para viver as virtudes em abundância. Articulista de A Gazeta, escreve neste espaço aos domingos. saulocarvalho@seubolso.com.br ou www.seubolso.com.br.

Compartilhar
Retweet
Please reload

65 3624-3060

  • 001-instagram
  • 002-twitter-logo-button
  • 003-facebook-logo-button
Please reload

Arquivo

Ouvindo a Voz da Empresa 5/5

04/12/2017

1/5
Please reload

Posts Em Destaque
Procurar por tags
Posts Recentes